Encarnado e Branco

TVGolo.com - Novos Golos

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Luis Garcia

Mais uma novela.
Bem bonito o nosso verão.

Etiquetas:

posted by J G at 2:28 da tarde . | link | 7 Comentários

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Mais 4 Fora

Para emprestar:
Zoro, Sepsi, Nélson Oliveira (volta aos juniores) e Bruno Costa

Etiquetas:

posted by J G at 12:04 da tarde . | link | 2 Comentários

Pode Estar Aqui Uma Boa Ideia...

Um adepto do CSKA de Sófia, da Bulgária, moveu um processo em tribunal contra o clube, acusando-o de lhe ter provocado «danos morais» e «distúrbios mentais» ao falhar a Champions por causa de dívidas. Yavor Bluskov, o adepto revoltado, pede 160 milhões de euros de indemnização.
in abola

Etiquetas:

posted by J G at 12:01 da tarde . | link | 0 Comentários

Torneio Cidade de Guimarães - horários

O Paris-Saint Germain é o primeiro adversário, no sábado (21.15 h), defrontando a águia o Vitória local na segunda-feira (19.15 h).

Etiquetas:

posted by J G at 11:31 da manhã . | link | 0 Comentários

terça-feira, 29 de julho de 2008

Petit

Boa sorte.
Obrigado.

Etiquetas:

posted by J G at 11:26 da tarde . | link | 11 Comentários

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Benfica 0 - 2 Sporting

Estou também em pré época. Hoje vi mais do que meio jogo mas não ultrapassei os 70 e poucos minutos.
Continuo a não ver nada a mais do que vi nos últimos penosos meses de competição.
Hoje era para ganhar, contra os lagartos tem de ser sempre para ganhar.
Quando percebi que iamos jogar meia parte sem avançados de área , e outra meia com Edcarlos em grande forma desisti.
Para sofrer já basta quando é a sério. Estamos em alturas de festivais de música e Sines foi lindo e cansativo.
Continuem a treinar e quando houver um "Onze" a a sério, ou algo parecido, avisem.

Etiquetas:

posted by J G at 12:01 da manhã . | link | 11 Comentários

domingo, 27 de julho de 2008

Derby no Guadiana

Toda a gente sabe que o primeiro jogo que se vê até ao fim nesta pré época é o de hoje à noite contra os lagartos.
Do jogo com o Blackburn vi outra vez só a primeira parte. O golo e pouco mais.
Hoje é que é a sério!

Etiquetas:

posted by J G at 11:43 da manhã . | link | 1 Comentários

sexta-feira, 25 de julho de 2008

No Público

Etiquetas:

posted by J G at 4:58 da tarde . | link | 2 Comentários

A VERDADE (de uma vez por todas)

Hoje vou de férias. 3 semanas de férias. Conto continuar a postar sobre o Benfica, mas hoje para festejar a chegada das férias não resisto a reproduzir um dos textos mais úteis que já encontrei publicados na blogosfera encarnada. O Vedeta Da Bola publicou e eu hoje resolvo divulgar porque é o assunto à volta do Benfica em que já gastei mais horas a discutir, e que mais me tira do sério. Isto é de ler, imprimir, e guardar no bolso para quando algum idiota começar com a conversa do regime um gajo entregar-lhe o texto pedagogicamente. Porque também temos de educar o próximo.

UMA MENTIRA REPETIDA MUITAS VEZES

Nos últimos tempos tem sido comum encontrar espalhada pela blogosfera uma redonda e persistente mentira, segundo a qual o Benfica seria um clube conotado com o antigo regime ou protegido pelo mesmo.
Em cerca de trinta anos de adepto de futebol nunca tinha ouvido tal coisa, e foi preciso aparecerem uns iluminados, fanatizados e instrumentalizados por um certo poder, para ver lançada no ar essa atoarda, como se se tratasse da mais cristalina das evidências.
A afirmação é tão absurda que não mereceria mais que o silêncio. Mas ainda assim, não gostaria de perder a oportunidade de deixar aqui algumas notas, para que os mais novos não se deixem enganar, e a partir das quais se pode ver o ridículo em que caem aqueles que, por fraqueza de espírito, ingenuidade ou ignorância, se deixam manipular e fanatizar por quem deles se serve e assim perpetua um poder bem mais absoluto do que devia, e para o qual a ética e a justiça estão, não na ponta da espingarda como diria Mao-Tse-Tung, mas sim numa qualquer comemoração triunfante na Alameda das Antas. Vejamos:

1 - Será o menos importante, mas para começar, a cor vermelha diz bastante. Salazar, que nem sequer gostava de futebol, nunca patrocinaria um clube com as cores da sua figadal inimiga União Soviética. A comunicação social até foi forçada a utilizar a palavra “encarnados” para descrever o Benfica, de modo a não conjugar “vermelhos” com “vencedores”, o que poderia ser dramático para o regime. Ao contrário do Real Madrid – que usava cores queridas aos falangistas de Franco -, o Benfica usava as cores da revolta. Diria até que, por exemplo, o azul e o branco ficariam esteticamente bem melhor com toda a simbologia salazarista.

2 - O Estado Novo teve início em 1926 e começou a desintegrar-se em 1961 com as crises estudantis e a guerra colonial. Pois foi precisamente na fase decadente do antigo regime que o Benfica emergiu como força dominante do desporto português.
Nos primeiros vinte e cinco campeonatos nacionais (entre 1934 e 1959, ou seja o período mais relevante do Salazarismo), a lista de vencedores é encabeçada pelo Sporting com 10 títulos, seguindo-se o Benfica com 9, o F.C.Porto com 5 e o Belenenses com 1. O Benfica tinha portanto vencido 36 % dos campeonatos – em 2008 tem 42%...

3 - O 25 de Abril foi, como todos sabem, em 1974. Pois nas três épocas seguintes o Benfica foi tri-campeão !. Nos vinte anos a seguir à revolução o clube da Luz, não parecendo sentir nada o fim da ditadura, venceu 10 campeonatos, 7 taças, e foi a 3 finais europeias. No mesmo período o F.C.Porto conquistou 8 campeonatos, 5 taças e foi a 2 finais europeias. O Sporting venceu 2 campeonatos e 2 taças.
A crise benfiquista, e a consequente hegemonia portista, deu-se apenas devido às sucessivas má gestões de Jorge de Brito (neste caso mais de quem o acompanhava), e sobretudo, Manuel Damásio e Vale e Azevedo que, paralelamente a outros aspectos, abriram campo aos triunfos portistas das últimas decadas.

4 - Por falar em presidentes, o Benfica foi ao longo da sua história, e enquanto durou o regime anterior, quase sempre presidido por ilustres oposicionistas. Félix Bermudes foi perseguido pela PIDE, e no consolado de Tamagnini Barbosa o clube chegou a correr o risco de ser encerrado pelo governo por alegadamente estar tomado por “conspiradores”. Um outro presidente (Júlio Ribeiro da Costa) teve mesmo de se demitir para que o clube não fosse mais penalizado pelo regime, dada a sua forte conotação política com a oposição. O Benfica chegou a ter um presidente operário (Manuel Afonso, também, naturalmente, oposicionista), e foi, de longe, o clube desportivo que mais problemas criou a Salazar, como de resto seria de esperar numa agremiação tão marcadamente popular desde a sua fundação.

5 - Os órgãos sociais do Benfica sempre foram eleitos democraticamente, o que por diversas vezes foi alvo do olhar recriminador da PIDE, que acompanhou os actos eleitorais e assembleias-gerais bem de perto. Durante muitos anos foi o Benfica a única das grandes instituições do país onde o poder era escolhido através de voto livre e democrático. Nem o Jornal do clube escapou à perseguição, sobretudo quando tinha à sua frente José Magalhães Godinho.

6 - Os poderes públicos apoiavam tanto os “encarnados” que em 1956 escolheram o Sporting – por convite - para participar na primeira edição da Taça dos Campeões Europeus, apesar do campeão da época anterior ter sido o Benfica.

7 - O Estádio das Antas, construído com fortíssima ajuda do regime, e financiado por gente a ele ligada, foi inaugurado num dia 28 de Maio, data em que Gomes da Costa havia partido do norte em direcção a Lisboa para instalar a ditadura em Portugal, 26 anos antes. Curiosamente, o Benfica estragou a festa e venceu por…2-8 !!
Pelo contrário, o Estádio da Luz foi construído (muitas vezes literalmente) pelos sócios do Benfica, sem recurso a quaisquer subsídios, e permitiu ao clube acabar com os sucessivos despejos a que foi sujeito e a que foi estoicamente resistindo. Curiosamente, o estádio que o Benfica utilizava antes tinha sido arrendado pelo Sporting (clube da aristocracia lisboeta), que então lhe chamava Estádio 28 de Maio. O Benfica não só fez questão de o inaugurar num dia 5 de Outubro, como lhe mudou o nome, designando-o apenas por “Campo Grande”.

8 - No início dos anos quarenta, época dourada de Salazar, o F.C.Porto beneficiou da ajuda dos seus influentes homens do poder para, através de dois cirúrgicos alargamentos, evitar cair para a segunda divisão, após se ter classificado em terceiro lugar no seu campeonato regional, que na altura apurava as equipas (os dois primeiros) para a prova nacional. Mal se sabia que, décadas e décadas depois, seria novamente a sua influência a evitar a descida, agora por motivos bem diferentes, e bem mais nebulosos.

9 - Como referiu Manuel Alegre – insuspeito de salazarismo – os relatos dos jogos do Benfica, e as suas vitórias, eram motivo de grande regozijo entre os exilados políticos. O Benfica era mesmo, para alguns deles, o único motivo de orgulho no seu país.


10 - O Benfica foi campeão europeu com jogadores que faziam parte dos movimentos de libertação das colónias, como Santana e Coluna. Obviamente que Salazar não teve alternativa senão engolir o sapo e colar-se ao êxito do clube, aproveitando-se dele para efeitos políticos.


11 - Nas comemorações da vitória aliada na segunda guerra mundial, toleradas por Salazar apenas por receio de represálias dos vencedores – sobretudo a tradicional aliada Inglaterra – viram-se nas ruas bandeiras de França, dos Estados Unidos, de Inglaterra e…do Benfica, estas naturalmente substituindo as da URSS, e utilizadas por oposicionistas comunistas.


12 – O hino do Benfica (“Ser Benfiquista”) cantado por Luís Piçarra não é o original do clube. O primeiro hino, composto por Félix Bermudes, chamava-se “Avante Benfica” e foi silenciado pelo regime.

13 – O Estádio da Luz passou 17 anos, desde a sua fundação, sem ser utilizado pela selecção nacional. Só já nos anos setenta se disputou o primeiro jogo de Portugal num estádio benfiquista. Nunca se jogou a final da taça na Luz ou em qualquer outro estádio utilizado pelo Benfica, ao contrário do que aconteceu nas Antas, onde o F.C.Porto disputou (em casa) nada menos que três finais, antes e depois do 25 de Abril.


14 - O primeiro grande escândalo de arbitragem na história do futebol português valeu um título ao F.C.Porto. Estávamos em 1939, no auge da ditadura salazarista, e no jogo decisivo os “vermelhos” viram um golo anulado nos últimos instantes, que valeria a vitória e o título. Também a história Calabote (que foi irradiado) está mal contada – e em breve poderei falar dela -, e de resto redundou num outro título para o F.C.Porto, que aliás já na altura demonstrava uma propensão enorme para se envolver em questões desta natureza.


15 – Ao longo dos anos do regime ditatorial, as situações em que os poderes públicos e federativos prejudicaram o Benfica administrativamente sucederam-se. Uma das mais conhecidas foi a não autorização para adiar o jogo da Taça de Portugal frente ao V.Setúbal, marcado para o dia seguinte à final de Amsterdão em 1962. Mas houve outras, como a marcação da repetição de um jogo para três dias antes da tal jornada de Calabote, obrigando o Benfica a um desgaste adicional que lhe poderá ter custado o título.


16 – Nunca em tempo algum o Benfica teve um seu sócio, ou mesmo adepto, como presidente de organismos ligados à arbitragem do futebol. O F.C.Porto é o que se sabe, e o Sporting também não se pode queixar pois tem agora lá um “emblema de ouro”.


17 - O Benfica conquistou mais títulos nacionais nas modalidades extra-futebol em democracia (57), do que em ditadura (44). Ao contrário, por exemplo, do F.C.Porto, que à excepção do caso específico do hóquei em patins, tem mais títulos antes da revolução de Abril do que depois (25 antes -19 depois).


18 - O Benfica tem entre os seus adeptos gente de todos os estratos sociais e sectores políticos. Mas convenhamos que Álvaro Cunhal, José Saramago, Xanana Gusmão, António Guterres, Jerónimo de Sousa, António Vitorino de Almeida, Artur Semedo, Manuel Alegre, Miguel Portas e muitas outras figuras da esquerda portuguesa, simpatize-se mais ou menos com elas, nunca seriam seguramente adeptos de um clube de algum modo relacionado com o regime fascista.


19 – É curioso que o Benfica, tendo adeptos espalhados pelo país e pelo mundo, tem maior expressividade precisamente nas zonas mais conhecidas pelo seu combate ao fascismo, ou seja Alentejo – onde a percentagem de benfiquistas é absolutamente esmagadora - e cintura industrial de Lisboa, nomeadamente a margem sul do Tejo. Pelo contrário, o F.C.Porto tem a grande maioria dos seus adeptos concentrados na região norte, pouco conhecida pelo combate democrático – pode ser injusto para muitos dizê-lo, mas a verdade é que a maioria dos agentes da PIDE eram nortenhos, e a maioria dos detidos eram provenientes justamente das zonas onde existe maior expressão do benfiquismo.
Nos anos quentes da reforma agrária, no pós-revolução, sei de pessoal das UCP’s alentejanas que se organizava em excursões para os jogos internacionais do Benfica.


20 – Seria interessante também fazer a contabilidade dos adeptos e sócios do Benfica nas ex-colónias. Como seria possível haver tantos benfiquistas, por exemplo, em Angola e Moçambique, se o clube tivesse alguma conotação com o regime que durante anos lhes negou a independência e lhes deu a guerra ?

Etiquetas:

posted by J G at 12:01 da manhã . | link | 9 Comentários

quinta-feira, 24 de julho de 2008

SIDNEI RECHEL DA SILVA JÚNIOR - Central Contratado



Nome profissional — Sidnei

Data de nascimento - 23 de Junho de 1989 (19 anos)

Naturalidade - Alegrete (Brasil)

Peso - 80 quilos

Altura - 1,85 metros

Posição - Defesa-central

Percurso - Internacional de Porto Alegre (2007 e 2008)


SIDNEI, defesa-central formado no Internacional de Porto Alegre e uma das maiores promessas do futebol brasileiro, é o mais recente reforço do Benfica. Já está em Lisboa, hoje mesmo deve realizar exames médicos e pode ser apresentado como novo jogador dos encarnados, com um contrato de longa duração válido por cinco temporadas, ou seja, até Junho de 2013.

Aposta de Abel Braga no Internacional de Porto Alegre em 2007, ainda com idade de júnior, Sidnei (1,85 metros e 80 kg) rapidamente conquistou o seu espaço no eixo da defensiva colorada, assumindo-se como indiscutível no onze na segunda metade do campeonato brasileiro, tendo justificado também a presença habitual nas convocatórias das jovens selecções do Brasil.

in ABola

Etiquetas:

posted by J G at 10:49 da manhã . | link | 12 Comentários

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Ainda as Estrelas

Alguém pode confirmar a versão que já li por aí sobre as estrelas nas nossas camisolas: se quisermos ter as 3 estrelas na camisola temos que dar mais 10€ por cada estrela?
Digam-me que é mentira.

Eu desafio os autores de outros blogues benfiquistas que costumam vir aqui em fazermos algo que manifeste a nossa indignação junto aos responsáveis do clube. A pagar , ou não, a verdade é que as camisolas estão à venda sem as estrelas.
Isto é uma vergonha!

Etiquetas:

posted by J G at 11:38 da manhã . | link | 22 Comentários

JVP (Julho de 1992 e Junho de 2000) Obrigado!

São 8 anos das nossas vidas. Muito em comum. Hoje em dia que jogador brilha 8 anos seguidos no nosso clube? Muito poucos. João Pinto brilhou, lutou, honrou, e glorificou o Benfica. Foi corrido e, infelizmente, preferiu ir para o Sporting. Mas a partir daí já não é nada connosco. O que interessa aqui é não ter memória curta, e 8 anos é muito ano. João Pinto foi uma das maiores figuras do futebol recente do Benfica. E são tão poucos os que se podem juntar a ele neste destaque que eu quero deixar aqui o meu real e sincero agradecimento por tudo o que nos deu. E destaco aqui a prosa que A Bola publica hoje:

Entre Julho de 1992 e Junho de 2000, Benfica e João Pinto protagonizaram uma das mais fascinantes histórias de amor e desamor das últimas décadas do futebol português: pneomotórax (14 de Outubro de 1992); vitória por 5-2 na final da Taça de Portugal (10 de Junho de 1993) jogando ao lado de Rui Costa, Paulo Sousa, Paulo Futre, Mozer e Rui Águas, entre outros; rescisão de contrato, assinatura pelo Sporting e regresso imediato à Luz (25 de Junho de 1993); históricos 6-3 em Alvalade (14 de Maio de 1994) e consequente vitória no Campeonato Nacional de 1993/94 (2 de Junho de 1994).

A partir daí, porém, a estrela de João Pinto empalideceu um pouco. Não por culpa dele, claramente, mas por força das constantes mutações e conflitos que o Benfica viveria nos seis anos seguintes. As recordações são, sobretudo, ligadas a aspectos negativos: conflitos intensos com o portista Paulinho Santos (24 de Agosto de 1994 e 3 de Janeiro de 1998, com um nariz partido e um maxilar fracturado), rotura do ligamento cruzado do joelho esquerdo (30 de Abril de 1995), goleada (0-7) histórica com o Celta de Vigo (25 de Novembro de 1997). Para recordar apenas a terceira Taça de Portugal da sua carreira, conquistada frente ao Sporting (18 de Maio de 1996) e o contrato vitalício assinado com o Benfica (17 de Janeiro de 1997).

... E O BENFICA DE VALE

Quase no final de 1997 dá-se, porém, a reviravolta que fará com que, dois anos e meio depois, tenha de sair do Benfica: Vale e Azevedo ganha as eleições e, nos próximos tempos, a vida não será fácil para João Pinto. O então presidente encarnado começa, pouco depois, a fazer-lhe a vida negra, quase o obrigando a sair para o Desportivo da Corunha. Sente-se empurrado por Vale e Azevedo e não aceita sair. A 4 de Junho de 2000, sob o argumento de que a rescisão de contrato com o Benfica pouparia 1,795 milhões de contos aos encarnados, clube e jogador rasgam o contrato. Passa a falar-se de muitos clubes: Corunha, PSG, Milan, Inter, Manchester United, Barcelona, Juventus, Real Madrid, Liverpool, FC Porto e Sporting, entre outros.

Etiquetas:

posted by J G at 10:59 da manhã . | link | 5 Comentários

Plantel - Ponto da Situação

Etiquetas:

posted by J G at 10:43 da manhã . | link | 0 Comentários

terça-feira, 22 de julho de 2008

BIlhetes Caros para o Guadiana

Os jogos vão ser no Complexo Desportivo de Vila Real e o primeiro, entre Benfica e Blackburn, é já na sexta-feira. Sábado será o Blackburn-Sporting e, a fechar, o encontro mais aguardado: Benfica-Sporting. Os jogos estão agendados para as 21.15 horas e os bilhetes para os três dias custam entre 20 e 50 euros. Estão à venda nas Casas do Benfica, Núcleo de Vila Real St.º António e no estádio.

Etiquetas:

posted by J G at 12:10 da tarde . | link | 2 Comentários

Freddy Adu no Mónaco

Entre os muitos empréstimos este surpreende. Só se pode entender esta opção como sendo um jogador descartado pelo novo treinador.
O norte americano nunca fez parte das contas iniciais dos treinadores da época passada, mas o pouco que jogou chegou a entusiasmar as bancadas, e marcou 5 golos. Ao nível de um Nuno Gomes, portanto, mas como muito menos minutos em campo.
Se a equipa técnica não conta com o Adu fazem muito bem em o emprestar.
Só espero é que para o americano sair não fiquem no plantel jogadores do calibre de um Luís Filipe, ou Nuno Assis.

Emprestados
André Carvalhas no Rio Ave, Romeu Ribeiro e Rúben Lima no Desp. Aves, Miguel Rosa no Estoril, Ivan Santos no Boavista.

Etiquetas:

posted by J G at 11:42 da manhã . | link | 4 Comentários

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Programa Oficial de Jogo

A Driven FC, empresa portuguesa criada em 2007, uniu-se ao Sport Lisboa e Benfica para o lançamento de uma nova e inovadora forma de expressar a verdadeira paixão pelo futebol.

Bebendo da experiência e do sucesso reinante em países como a Inglaterra, a Driven FC e o Benfica vão lançar o “Programa Oficial de Jogo”, iniciativa editorial que vai permitir aos adeptos não só desfrutar ainda mais intensamente da vida do clube, como beneficiar de várias ofertas ou descontos em produtos nas suas lojas favoritas e ainda ganhar prémios com passatempos.

Esta revista será vendida, em dia de jogo, no Estádio da Luz ou então poderá ser adquirida mediante subscrição anual a preços mais vantajosos.

O adepto vai poder ler diversos artigos de opinião, nomeadamente do Presidente, Treinador e Capitão de equipa sobre variados temas, factos sobre o adversário do dia, entrevistas, entre muitas outras propostas de leitura e lazer.

A Driven FC, juntamente com o Benfica, quer tornar o “Programa Oficial de Jogo” o companheiro habitual quando o adepto for ao estádio.

in slbenfica

Etiquetas:

posted by J G at 5:17 da tarde . | link | 4 Comentários

Boa!

«Aissa é para ser emprestado», garante Rui Costa
«Recuso ser emprestado», assegura Aissa

Etiquetas:

posted by J G at 4:07 da tarde . | link | 4 Comentários

Treino Aberto

Para quem tiver muita vontade de ver os jogadores treinar às 18h o treino é aberto ao público.

Etiquetas:

posted by J G at 3:32 da tarde . | link | 0 Comentários

domingo, 20 de julho de 2008

Estoril 1 - 1 Benfica



Jogadores segundo A Bola, porque eu só vi os primeiros 30 minutos. Vi o primeiro golo do SLB e pouco mais.

Moreira — Duas ou três excelentes defesas que arrancaram aplausos e, quanto ao golo, sem culpas, o mérito foi por inteiro de Nuno Sousa. Quique Flores deve ter gostado do que lhe viu. Vai continuar a bater-se para complicar a vida a Quim.

Luís Filipe — Um registo por igual. Dos jogadores da temporada passada foi dos que mais tempo estiveram em acção, mas salpicou a sua exibição com apontamentos positivos e negativos, talvez sem ter conseguido assegurar a sua permanência na Luz. Portanto, o futuro ainda incerto.

Miguel Vítor — Com ele não há tempo nem espaço para jogar bonito, o lema é a eficiência acima de tudo, e não a deixou por pés alheios, o mesmo é dizer que cumpriu limpando as jogadas de ataque contrário que lhe apareceram pela frente.

Edcarlos — Disse, há poucos dias, referindo-se à conquista de um lugar no eixo central da defesa, que partia em vantagem. Mas no futebol, também nestes casos, importante não é partir em vantagem, é sim o percurso. E não lhe vai ser fácil ter um lugar no onze.

Léo — As negociações para a sua permanência na Luz foram quase um romance, mas como ficou, é para não dar hipótese a quem pretender desapossá-lo da titularidade. Continua a não brincar em serviço. O Benfica, no seu caso, não vai passar por dores de cabeça, com ele há garantias de sucesso para mais uma temporada.

Nuno Assis — Uma exibição bem ao seu estilo, mas, como é evidente, ainda a léguas do ritmo desejado. Até ao intervalo teve uma função, depois dele teve outra, mas em ambas fez quase sempre correctamente o que lhe era pedido, uma vezes endossando rápido a bola, outras retendo-a para que um companheiro pudesse desmarcar-se para a receber. Ser-lhe-á difícil ser titular, mas também ele poderá ser uma opção válida ao longo da época.

Makukula — Como ele mostrou vontade em fazer coisas que chamassem a atenção de Quique Flores. Mas, contas feitas à sua prestação, não deu para convencer o treinador, ou seja, vai ter de continuar a conviver com a incerteza.

Yu Dabao — Quis pôr os olhos em bico à defesa estorilista, correu, lutou, rematou, mas resultou quase nulo o seu esforço. A caminho de ser emprestado, por conseguinte...

João Pereira — Viram-se-lhe apontamentos interessantes, mas que, sem surpresa, não são ainda suficentes para voos na Luz.

Sepsi — Teve a sua assinatura a melhor jogada individual da noite. Dois dribles seguidos a um opositor, na esquerda, e centro com conta, peso e medida a pedir cabeceamento , na área, a condizer. Não aconteceu assim. Aqui está um jogador para deixar Quique Flores tranquilo quanto ao lugar de defesa-esquerdo.

Binya — Já se sabe como ele joga, ou seja, nunca vira a cara à luta, nunca dá um lance por perdido, a força é a sua grande arma mas que não parece com alcance suficiente para se manter na Luz, pelo que outro clube, como emprestado, deve ser o seu próximo futuro.

André Carvalhas — Há talento nele, constata-se esse predicado quando tem a bola em seu poder ou quando procura espaços para a receber. Não se perdeu em rodriguinhos, jogou simples e bem. Mas, tal como outros seus companheiros, rodar noutro emblema deverá ser opção com pernas para andar.

Nélson Oliveira — Dizem, na Luz, que possui aptidões para ter um futuro brilhante. É ponta-de-lança, ainda só tem 16 anos, mas, na verdade, já mostra apontamentos interessantes. Intuição, aliás, é o que não lhe falta. Promete, pois...

Miguel Rosa — Acima de tudo procurou cumprir e teve razões para acabar o jogo de consciência tranquila. Melhor não se pode dizer do seu trabalho.

REFORÇOS

Direita apresenta solução
Não é Rocky mas poderá ser, com a sua velocidade e poder de drible, um jogador fundamental para deixar os adversários KO. A direita do ataque benfiquista tem sido um dos pontos que maiores dores de cabeça tem dado aos seus treinadores, mas Quique é bem capaz de não passar por elas ao poder contar com este jogador contratado ao Real Madrid.

À procura do seu espaço
Excelente na marcação do livre para Yebda cabecear com êxito. Sabe-se da sua perícia neste particular, tal como no passe, executando-o com mestria, a curta ou longa distância, mas ontem, neste capítulo, a sua prestação não lhe saiu conforme desejava, mostrando-se algo complicado na entrega da bola. Só que estamos nos primeiros passos da época...

Conhece os terrenos que pisa
Do quarteto da intermediária, porque Quique Flores dá indicações claras de optar pelo 4x4x2, este francês contratado ao Le Mans, foi a unidade desse sector que mais recuou, transformando-se numa espécie de trinco. Mostrou bom controlo de bola, sentido posicional e poderá ser mais-valia para a equipa. Excelente tempo de salto na marcação do golo.

Etiquetas:

posted by J G at 4:12 da manhã . | link | 9 Comentários

Primeiro Benfica da Época

BENFICA – Moreira; Luís Filipe, Edcarlos, Miguel Vítor e Léo; Balboa, Carlos Martins, Yebda e Nuno Assis; Makukula e Dabao.

Jogaram ainda: Ruben Amorim, João Pereira, Sepsi, Binya, André Carvalhas, Nélson, Urretavizcaya e Miguel Rosa.

Etiquetas:

posted by J G at 4:03 da manhã . | link | 0 Comentários

sábado, 19 de julho de 2008

Dia de Jogo

Primeiro teste na pré época para o Benfica 2008/09.
É no Estoril às 21h e tem honras de transmissão na RTP 1.
Estoril - Benfica para matar saudades da bola a rolar.

Etiquetas:

posted by J G at 11:39 da manhã . | link | 5 Comentários

sexta-feira, 18 de julho de 2008

LFV em Entrevista

Já vi piores entrevistas do Presidente. Esteve à vontade, e por vezes, bem no assunto apito final, e a falar da novela champions/Porto.
Entalou à grande Hermínio Loureiro, deu o chá ao Sporting para ser mais interventivo na Liga, só foi pena não ter criticado a posição dos rivais na revisão dos castigos para a corrupção.
Assumiu que Queirós foi desejado na Luz, aproveitou o balanço da apresentação de Aimar e disse que não iamos ficar por ali. Era previsível que o fizesse, e evitável. É que a seguir a Aimar ou vem um grande craque ou então mais vale estar calado.
Como também calado devia ter estado em vez de dizer que não teve culpa na gestão do futebol dos últimos tempos, quando se sabe que entre Veiga e Rui Costa, Vieira coleccionou disparates a gerir o futebol. Tentou esquivar-se passando a culpa para os treinadores. Foi feio.
E mais feio ainda dizer que anda a aproximar o clube dos sócios quando é certo e sabido que anda a evitar o diálogo, e o confronto, com os associados há meses!
De resto, como disse ao princípio , já vi piores momentos.
Claro que não pode faltar uma pérola linguística para a colecção: "pessoalmente pessoais".

Etiquetas: ,

posted by J G at 10:05 da manhã . | link | 7 Comentários

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Medo...

O Presidente vai ser entrevistado por Judite de Sousa a seguir ao Telejornal na RTP 1.

Etiquetas:

posted by J G at 3:57 da tarde . | link | 8 Comentários

Fábio Coentrão no ... Saragoça!

O jogador teve tudo acertado com os holandeses do Feyenoord e esta semana até chegou a viajar para Roterdão, onde deveria ter assinado contrato com o novo emblema e conhecer as instalações onde jogaria nas próximas temporadas. Só que, devido a alguns aspectos burocráticos, a transferência nunca foi fechada e o futebolista acabaria por nunca rubricar o acordo como Feyenoord, que estaria disposto a pagar aos encarnados cerca de cinco milhões de euros.

in abola

Etiquetas:

posted by J G at 10:52 da manhã . | link | 7 Comentários

Aí Está Aimar

Pablo César Aimar

Nome profissional — Aimar

Data de nascimento — 3 Novembro de 1979 (28 anos )

Naturalidade — Rio Cuarto (Argentina)

Altura — 1,70 m

Peso — 63 kg

Carreira — River Plate (1996 a 2001); Valência (2001 a 2006); Saragoça (2006 a 2008); Benfica

Títulos — Campeão do Mundo de sub-20, Duplo campeão sul-americano de sub-20; Dois torneios Abertura, um torneio Clausura e uma Supertaça Sul-americana (River Plate); Duas Ligas espanholas, uma Taça UEFA e uma Supertaça europeia (Valência)

Etiquetas:

posted by J G at 10:47 da manhã . | link | 4 Comentários

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Cristiano Ro... land

Ele está de volta. Cristiano vai jogar no Beira Mar. Hoje que tanto se fala em contratações duvidosas nada como avivar a memória com esse grande central convertido em defesa esquerdo na Luz.

1996-1997: Vasco da Gama-RJ
1998: Grêmio-RS
1998-2002: Beira Mar - Portugal
2002-2004: Benfica - Portugal
2004-2005: Belenenses - Portugal
2005-2006: Juventude-RS
2006: Atromitos - Grécia

aturamos cada um...

Etiquetas:

posted by J G at 3:49 da tarde . | link | 0 Comentários

Empréstimos

O avançado André Carvalhas vai rodar no Rio Ave (I Liga) por empréstimo do Benfica durante a temporada que terá início no próximo mês. Já Rúben Lima, Romeu Ribeiro e Miguel Rosa vão militar, em condições idênticas, no Desp. Aves da II Liga.

in abola

Etiquetas: ,

posted by J G at 2:24 da tarde . | link | 9 Comentários

Negócios Estranhos

Manu, Paulo Jorge, e João Coimbra, são jogadores do Marítimo. Em troca o Benfica recebe nada porque foram negociados à sombra de exigências do clube madeirense sobre as vindas para a Luz de Manduca e Makukula.
Destes 5 jogadores já falados neste texto algum serviu (serve) para o Benfica?
Não me parece. São maus negócios, é uma extensa lista de compras ao jeito de quem vai ao hipermercado ao sábado de manhã e depois não se aproveita nada.
O João Coimbra não era uma esperança vinda da formação? O Paulo Jorge não fazia o corredor direito?
Enfim, eu vejo é um tráfego de jogadores a entrar e sair da Luz assustador. E poucos se aproveitam.

Etiquetas:

posted by J G at 11:11 da manhã . | link | 10 Comentários

terça-feira, 15 de julho de 2008

Verão Pouco Encarnado

Para começar relembro o ponto em que ficámos: acabámos a temporada sem treinador, na Taça fomos afastados depois daquela terrível segunda parte, na Europa ficámos por Getafe, na nova Taça da Liga já tinhamos dito adeus ainda no ano passado, e no campeonato terminámos em 4º lugar.
Nem houve tempo para lamentos. Rui Costa ainda pisava o relvado e já ofuscava todas as legitimas preocupações de benfiquistas. Todos quisemos acreditar que novos tempos viriam, e melhores de preferência.
Já se jogou o Euro, o Benfica já voltou ao trabalho, e a meio do mês Julho algum benfiquista consegue mostrar ponta de optimismo para o que aí vem?
Eu estou à vontade para opinar porque até já renovei o meu cativo. Mas fi-lo por uma questão de necessidade , não consigo ver os jogos do SLB sem ser na bancada, e não por uma fé optimista.
Tirando a escolha da equipa técnica que merece o beneficio da dúvida, e pessoalmente parece-me ter sido boa opção, não estou a ver grandes melhorias.

A Direcção da SLB SAD acaba de emitir um comunicado sobre a novela "FCP FORA DA CHAMPIONS". A questão é que o balanço final é mau para o desporto português em geral, porque fica a ideia que os batoteiros se safam sempre, e horrível para o Benfica em particular.
O Presidente do SLB embrulhou-se até não poder mais na questão do Porto fora da UEFA, apostou quase tudo nesse episódio.
Agora já não restam dúvidas vai ficar muito mal visto, não por ter lutado pela justiça, mas por ter querido tirar proveito dessa justiça para apagar uma gestão desportiva recente anedótica. Saiu mal.
Pelo meio o essencial foi passando ao lado. Ou seja, de um plantel que ficou em 4º lugar, atrás de uma equipa vinda da 2ª divisão, era de esperar uma profunda revolução que trouxesse à equipa de futebol jogadores capazes de fazer sonhar os adeptos. Falo de jogadores com qualidade sem discussão.
Feitas as apresentações, assumidas as contratações, os leitores são capazes de me indicar um, só peço UM reparem bem, nome que venha realmente dar uma qualidade acima da média sem deixar dúvidas a ninguém?
Mais grave, pelo meio de tanto recurso, e comunicados, perdeu-se um dos jogadores que mostrou alguma qualidade na época terminada. Foi para o Porto, precisamente.
O único nome capaz de ter entrada directa num futuro "onze" é o do argentino Pablo Aimar. O problema é que a novela à volta da tentativa da sua contratação já ganhou contornos de comédia. E neste momento o universo benfiquista teme que a comédia acabe em tragédia...
Com este cenário continuo a não entender porque é que o Presidente do clube passou entretanto por duas Assembleias Gerais e não deu uma única satisfação a quem paga as quotas no clube!
Ou o próximo mês de pré época mostra uma reviravolta positiva mudando tudo para um cenário animador com reforços de qualidade, e a Direcção nos mostra um caminho mais inteligente ou então eu deixo a pergunta: é mesmo por aqui que queremos continuar a caminhar?

Etiquetas:

posted by J G at 3:15 da tarde . | link | 18 Comentários

Previsível...

"Os recursos do Benfica e Vitória de Guimarães, apresentados no dia 26 de Junho contra a decisão da Comissão de Apelo da UEFA, a 13 de Junho, foram recusados", anunciou o TAS num comunicado publicado na sua página oficial na Internet, indicando que revelará mais tarde a fundamentação da decisão.

Etiquetas:

posted by J G at 11:38 da manhã . | link | 5 Comentários

segunda-feira, 14 de julho de 2008

O Flamengo


Sempre gostei do Flamengo. Desde miúdo que a minha equipa preferida no Brasil é o Fla. Tinha uma prima a viver lá e num natal que veio cá passar trouxe as duas camisolas do clube. A branca e a rubro negra. Fiquei fã.
Nos últimos anos tem sido mais fácil acompanhar o campeonato brasileiro tanto pelo desenvolvimento da internet como as imagens dos canais de tv dedicados ao desporto.
Tudo isto para dizer que nos últimos anos tem sido deprimente ver as classificações do Fla.
Mas este ano está a correr muito bem, no Brasileirão o Flamengo em 11 jornadas comanda a classificação com 26 pontos. Ontem deu 3-1 ao Vasco e segue moralizado.
Força Fla.

Etiquetas:

posted by J G at 2:25 da tarde . | link | 12 Comentários

domingo, 13 de julho de 2008

Promessas

jonathan urretavizcaya

Data de nascimento — 19/03/1990 (18 anos)
Naturalidade — Montevideu (Uruguai)
Peso — 62 quilos
Altura — 1,74 metros

Percurso — River Plate de Montevideo (desde os escalões de formação)
Ao terceiro jogo nos seniores do River Plate já era considerado uma pérola. Em 15 jogos no Torneio Clausura marcou nove golos. Urreta é visto como um avançado móvel, que gosta de jogar pelos flancos: o perfil de atacante que mais agrada a Quique Flores

Lazhar Hadj Aissa


Data de nascimento — 24/03/1984 (24 anos)
Naturalidade — Batna (Argélia)
Peso — 63 quilos
Altura — 1,75 metros

Percurso — Batna e ES Sétif. Melhor jogador do campeonato argelino (2006) e melhor jogador da Champions árabe (2007)
Aissa assume-se como um típico n.º 10, que gosta de recolher a bola a partir das linhas mais recuadas. Os jornalistas argelinos apontam-lhe o bom drible e velocidade. Um grave acidente de viação impediu-o de sair da Argélia há mais tempo

Etiquetas:

posted by J G at 5:43 da tarde . | link | 1 Comentários

Coentrão na Holanda

O extremo-esquerdo do Benfica, Fábio Coentrão, de 20 anos, vai representar o Feyenoord, da Holanda, na próxima temporada, por empréstimo do Benfica.
Pode ser que o Feyenoord encontro o Porto na Europa para ele brilhar outra vez.

Etiquetas:

posted by J G at 5:39 da tarde . | link | 3 Comentários

sábado, 12 de julho de 2008

Queirós de Regresso à Selecção

E a porcaria da FPF já foi toda limpa, Carlos?

Etiquetas:

posted by J G at 10:57 da manhã . | link | 3 Comentários

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Já Não Digo Nada...

E se isto for mesmo verdade?

Etiquetas:

posted by J G at 8:13 da tarde . | link | 10 Comentários

A Questão da Equipa Técnica

Há alturas em que temos a felicidade de encontrar prosas que encaixam no nosso pensamento e temos só o menor esforço de transmitir a opinião de terceiros com que concordamos linha a linha. É o caso do texto desta semana da Leonor Pinhão. E assim se explica a questão dos adjuntos:

Quique Flores foi contratado pelo Benfica e, naturalmente, fez com que o Benfica contratasse uma equipa técnica da sua escolha pessoal e da sua confiança profissional. É assim que acontece com todos os treinadores e em todos os clubes que levam a sério o futebol, o trabalho do futebol e o objectivo final da competição.

No Benfica nem sempre as coisas se têm passado assim.

Em 1992, quando Tomislav Ivic foi contratado houve um escândalo de lesa-mística porque o croata não entendia a razão pela qual Toni era o seu «adjunto» pré-definido, quando o mesmo Toni, «a solo», já tinha levado a equipa a uma final da Liga dos Campeões e tinha sido campeão.

Ivic, que sabe mais de futebol a dormir que o professor Marcelo Rebelo de Sousa acordado, achava que era a altura de Toni se assumir como treinador principal noutro clube e que a presença de Toni a seu lado seria tudo menos um factor de estabilidade. Ivic queria Shéu como adjunto e com essa exigência, de cariz exclusivamente profissional, ia arranjando um lindo sarilho a Shéu.

Depois de uma batalha inglória que nada tinha de pessoal contra Toni - era apenas uma questão profissional óbvia -, Ivic atirou a toalha ao chão e aceitou Toni como seu adjunto em nome do «benfiquismo». Por finais de Outubro Tomislav Ivic estava despedido e Toni assumiu o comando da equipa.

Em 1994, quando Artur Jorge foi contratado por Manuel Damásio houve um novo escândalo de lesa-mística porque o treinador que vinha de uma série de temporadas brilhantes no Paris Saint Germain queria Octávio Machado, com quem já tinha trabalhado no FC Porto, como seu adjunto.

Mas como Octávio Machado, em termos de glóbulos, não tinha nada de «benfiquismo» a correr-lhe nas veias, não pôde ser. Artur Jorge acabou por ser substituído por Mário Wilson no comando da equipa, sendo que Wilson era (e é) um benfiquista dos sete costados e o celebrado autor da velha frase: «Quem treinar o Benfica arrisca-se a ser campeão», ainda que lhe faltasse explicar o mais importante… «desde que os responsáveis do clube não sejam totalmente idiotas».

Já no século XXI, quando o Benfica se lembrou que, afinal, talvez não fosse má ideia ir buscar José Mourinho à União de Leiria, Mourinho optou por ir para o FC Porto onde lhe davam carta branca para escolher a sua equipa técnica em vez de regressar à Luz onde lhe era imposto, como condição, o nome de Jesualdo Ferreira para seu adjunto. Naturalmente em nome do actualmente provado e reprovado «benfiquismo» do professor.

Em 2008 - ou seja, hoje - passou-se exactamente a mesma coisa. Ainda não se sabia o nome do treinador que haveria de ser contratado, ainda Eriksson pensava se seria melhor Lisboa ou Guadalajara, ainda as primeiras páginas dos jornais desportivos se engalanavam com um desfiar de nomes de possíveis treinadores para o Benfica e já era anunciada, com pompa mil por cento «benfiquista», a constituição da «equipa técnica» de adjuntos, toda ela formada na Universidade Cosme Damião.

Fernando Chalana estava garantido, Diamantino Miranda estava prestes a desvincular-se do Olhanense e Carlos Mozer, campeão em Angola, iria mandar os seus negrinhos às malvas porque o sonho de regressar ao Benfica na posição de adjunto de sabe-se lá quem era mais forte do que todas as realidades.

E, como isto é futebol, ganhou uma vez mais o Brasil..

Mozer, carioca de gema, produto do Flamengo, essa escola da vida, titular do «escrete» anos a fio, não arriscou a sua vida profissional «a solo» por um projecto de contornos indefinidos em nome do «benfiquismo» amplamente demagógico.

Fez bem em Mozer em deixar-se estar onde está. Em Luanda, mais precisamente.

Se tivesse ido para o Benfica estaria ao lado de Fernando Chalana e de Diamantino Miranda, ambos trajando à civil, encostados à linha, assistindo de mãos nos bolsos - como se vê nas fotografias - ao primeiro treino ministrado pelo espanhol Quique Flores.

Quique Flores vem de outro mundo profissional.

Foi convidado para ser treinador do Benfica o que o deve ter, obviamente, entusiasmado. É um grande nome, o Benfica. Um dos maiores. Quique é relativamente jovem e faltam-lhe títulos na folha. Quer ganhar. Pelos vistos tem uma mentalidade pragmática. Não deve ser muito sensível a teoria de que é preciso recorrer às velhas glórias para «incutir mística na cabina». Deve ser mais sensível à teoria «com bons jogadores, e quantos mais bons jogadores melhor, a coisa vai lá».

Quanto à mística, trata-se de ganhar ao domingo.

Embora em Portugal possa ser às sextas, aos sábados, aos domingos e até às segundas-feiras, desde que seja esse o calendário conveniente para a Olivedesportos, essa entidade de contornos definidos que manda no futebol português, que lhe é credor, e que manda no Benfica porque o Benfica não se consegue libertar política e financeiramente da Olivedesportos.

E enquanto assim for, o Benfica não vai a lado nenhum (é uma opinião pessoal).

A todas estas questões nativas é, só pode ser, alheio Quique Flores. Seria bom que ninguém lhe explicasse o enredo das duas últimas duas décadas para que não o desmoralizassem logo à partida. É que a luta é desigual e tramada.

Sendo inocente, mais valor tem. E ao fazer-se acompanhar por uma equipa técnica escolhida por si deu sinal de personalidade forte. Sejam pois bem-vindos os senhores Franc Escribá, Pako Ayesteran e Emílio Alvarez, que de quem nunca, nós benfiquistas, ouvimos falar. Mas não é isso que importa.

Muitos dirão que Quique Flores começou mal hostilizando as velhas glórias do clube. Com todo o respeito por Chalana e Diamantino, direi que Quique Flores começou bem. Fez valer o seu ponto de vista profissional onde muitos consagrados falharam em nome do compromisso e do evitar de chatices. Vamos lá ver o que acontece.

Etiquetas:

posted by J G at 5:00 da tarde . | link | 3 Comentários

Desabafo ( ainda as camisolas... )

Confirma-se a situação que levantei aqui.
Camisolas à venda para sócios e adeptos sem estrelas.
Permitam-me que desabafe de maneira curta e simples sobre esta decisão dos responsáveis do nosso clube:
Metam as camisolas sem estrelas pelo cu acima!

Etiquetas:

posted by J G at 10:33 da manhã . | link | 8 Comentários

Di Maria, Tem Juízo

«O meu desejo é estar mais um ano no Benfica e depois dar o salto para Inglaterra ou Espanha. Para alcançar esse objectivo tenho de fazer um grande campeonato português, tenho de consolidar-me.» Palavras de Di María ao jornal argentino La Capital, de Rosário, sua terra natal.

Estamos a falar de um magricelas com jeito para corridas que dão em nada, e com algum talento com a bola nos pés.
Ao fim de um ano na Luz Di Maria não ganhou massa muscular, não mudou o discurso, não evoluiu. Culpa do clube que não mostrou qualidade para desenvolver um miúdo, culpa do jogador que também não muda o discurso. Recorde-se que o argentino chegou ao Benfica a falar de uma ida futura para o Chelsea.

Etiquetas:

posted by J G at 10:24 da manhã . | link | 8 Comentários

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Pako Ayestaran em Discurso Directo

in A Bola
É considerado um dos melhores preparadores físicos mundiais, mas é, na verdade, muito mais do que um adjunto com essa função específica. Pediu desculpa por ainda não falar português, prometeu aprender em dois meses e provou que, por vezes, o mais difícil no futebol é mesmo a sua simplicidade. Há conversas que valem a pena
EM que assentou a definição das linhas fundamentais da pré-época do Benfica, sobretudo nesta fase inicial?

— Os jogadores, provavelmente ao contrário do que estão habituados, não vão fazer muitas sessões de treino por dia, pois a intensidade do trabalho é mais importante do que o volume. É necessário que os atletas mantenham a concentração, e sabemos que quanto maior é o tempo de treino, menor é a concentração e a intensidade. Isso acontece em todos os ambientes laborais.

— Que tipo de avaliações estão a ser feitas aos jogadores?

— Hoje [ontem] houve uma avaliação com o objectivo de conhecermos os desportistas que temos, as suas virtudes e carências. Pretendemos prever quais podem ter mais predisposição para lesões e adequar tipos de trabalho a cada um. Há também que conhecer os parâmetros mais fisiológicos, como força, velocidade e resistência. O mais importante, contudo, é o que o futebolista vale em si: quanto maior é o seu nível, maior é o seu rendimento, nós só tentamos ajudar a melhorar. Sinto uma grande motivação em todos, e é com base nisso e no profissionalismo que se podem conseguir muitas coisas.

— Esta planificação pode ser alterada se o Benfica for à Liga dos Campeões?

— Não. No início traçámos duas planificações, uma para a Champions e outra para a Taça UEFA. Depois introduzimos o Torneio de Guimarães e ficámos com dois jogos na mesma semana, o que nos obrigará a reduzir um pouco a carga: quanto mais se joga, menos se pode treinar e vice-versa. Portanto, acaba por não variar nada.

— O facto de os jogadores não chegarem todos ao mesmo tempo dificulta a tarefa?

— Não é a situação ideal, mas pode solucionar-se.

— Quique Flores diz que é melhor começar com jogos contra equipas como FC Porto e Sporting. Concorda?

— Concordo. É mais complicado como aconteceu com o Benfica o ano passado, em que perdeu terreno desde o início e chegou a esses jogos em posição difícil.

— Esse início de campeonato obriga a intensificar a preparação?

— Uma das coisas de que não me vão ouvir falar é preparação física. O futebolista é um todo: é técnica, táctica e tem de correr, saltar, chocar, sprintar... A preparação não vai variar. As pessoas gostam muito de falar de picos de forma, mas os três pontos do primeiro jogo são tão importantes quanto os do último. O objectivo é manter o maior nível possível no maior número de jornadas possível. Acelerar a preparação pode hipotecar o futuro. Quando chegar o momento, estaremos num bom nível. Repito, contudo, que o mais importante é a qualidade dos jogadores, o nível do plantel que vamos ter. É a partir daí que podemos traçar os nossos objectivos.

— É verdade que o Manchester United o contactou para substituir Carlos Queirós?

— Não, não fui convidado. Depois de sair do Liverpool é verdade que tive o interesse de clubes europeus, sobretudo ingleses, e na altura senti dúvidas sobre se ficaria em Inglaterra ou viria para o Benfica, mas já comentei com os meus amigos, familiares e pessoas do clube que não me arrependo nada da decisão que tomei. Encontrei um clube maior do que pensava, com uma estrutura maior do que esperava, com instalações de nível superior ao que imaginava e com pessoas muito determinadas em voltar a tornar o Benfica grande. Estou contentíssimo da escolha que fiz, tenho contrato por dois anos e espero cumpri-lo.

— Há novidades sobre a contratação de Pablo Aimar?

— O clube está a trabalhar nisso. Aimar é realmente uma possibilidade, mas existem outras.

— Já está definido que jogadores ficam e quais saem do plantel?

— Ainda não. Estamos a trabalhar com muitos jogadores que não conhecemos e todos partem do zero. Cabe aos jogadores demonstrar se são válidos para o Benfica ou não. Está tudo em aberto para todos.

Etiquetas:

posted by J G at 2:05 da tarde . | link | 2 Comentários

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Ainda as Novas Camisolas

No dia 3 de Novembro de 2006 escrevi aqui neste blogue que se devia pensar em introduzir estrelas nas nossas camisolas sagradas.
Esta época o Benfica vai estrear as estrelas nas suas camisolas.
Temos discutido a estética dos novos equipamentos e parece-me que um pormenor tem a aprovação de todos. Precisamente o uso das estrelas.
Em Dezembro de 2006 entreguei uma carta à Direcção do Benfica a propor que o Benfica começasse a exibir por cima do emblema das suas camisolas as estrelas.
A proposta era resumidamente esta; nos jogos do campeonato nacional usamos 3 estrelas nas duas camisolas usadas, a principal e a alternativa. Cada estrela simbolizava 10 campeonatos ganhos.
Nas provas da UEFA usamos 2 estrelas nas duas camisolas usadas, a principal e a alternativa. Cada estrela simbolizava uma Taça dos Campeões ganha.
Nos jogos da Taça de Portugal podíamos usar duas estrelas, uma por cada 10 Taças ganhas.

Não sei se alguma vez foi lida a proposta, não sei se alguma vez ponderaram sobre isto.
O que sei é que ontem na apresentação dos equipamentos o Presidente foi evasivo sobre o assunto dando a ideia que foi uma ideia vinda da Direcção. Ainda bem. Todos gostamos de boas ideias.

Mas também gostamos de ver bem concretizadas as boas ideias. E aqui parece-me que está a correr mal.
Ainda não percebi se vamos ter equipamentos só para a UEFA e se aí sempre vamos usar as duas estrelas.
E o pior de tudo, já recebi via MMS uma foto da camisola nova encarnada à venda na loja adidas do nosso estádio e (pasmem-se!) não há estrelas para ninguém!!
Será que a camisola vendida ao público é sem as 3 estrelinhas?

Andam a brincar com quem?

Etiquetas:

posted by J G at 4:01 da tarde . | link | 7 Comentários

Dispensados da Pré Época

Moretto, Pedro Correia, João Coimbra, Marco Ferreira, Manú e Paulo Jorge.

Etiquetas:

posted by J G at 11:06 da manhã . | link | 10 Comentários

Adjuntos... Mas Pouco

Não deixa de causar estranheza que o papel de Diamantino, e até de Chalana que foi treinador principal durante meses, seja muito mais discreto do que se previa.
Ontem ficou claro que estes dois adjuntos serão muito mais secundários. Causa-me estranheza que se tenha ido buscar o Diamantino para ser observador de jogos e trabalhar com jogadores não convocados...

Etiquetas:

posted by J G at 10:45 da manhã . | link | 10 Comentários

terça-feira, 8 de julho de 2008

O Regresso das Taças

Ou o episódio que ficará conhecido como "a força dos blogues encarnados".
Tudo explicado no Tertúlia Benfiquista a quem agradeço sinceramente a denúncia deste caso.

Etiquetas:

posted by J G at 12:03 da tarde . | link | 1 Comentários

Novas Camisolas - Desilusão



Fiquei desiludido. Ao primeiro olhar pareciam ser as camisolas de treino...
Depois das imagens de camisolas que se foram vendo pela blogosfera nas últimas semanas tive esperança de ter uma camisola bem bonita para esta época.
A encarnada com aquelas riscas pretas não me convence. A gola tinha de ser branca. Parece a camisola do Manchester United.
A branca só tinha que ter riscas encarnadas, não pretas. Parece a segunda camisola do AC Milan.
Salvam-se as estrelas.
Claro que vou comprar uma delas de manga comprida, mas fico algo desiludido.

Etiquetas:

posted by J G at 11:12 da manhã . | link | 22 Comentários

Calendário Liga Sagres 08 / 09

Etiquetas:

posted by J G at 11:05 da manhã . | link | 0 Comentários

Calendário da Liga 2008/2009

1ª jornada (24 de Agosto) /16ªjornada (1 de Fevereiro)

Estrela Amadora - Académica
Vitória de Guimarães - Vitória de Setúbal
Naval 1º Maio - Marítimo
Leixões - Nacional
Sporting - Trofense
Boavista * - Sporting de Braga
FC Porto - Belenenses
Rio Ave - Benfica


Etiquetas:

posted by J G at 10:56 da manhã . | link | 1 Comentários

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Um Esboço



in Record

Etiquetas:

posted by J G at 12:59 da tarde . | link | 22 Comentários

domingo, 6 de julho de 2008

Vítor Serpa Diz Tudo...

A vergonha e o nojo

O Conselho de Justiça reuniu-se e percebe-se, agora, mais facilmente, porque não decidiu antes. Se abdicarmos de entrar pelos emaranhados das teias do direito mais torto de que haverá memória em Portugal, percebe-se, sem esforço, que tudo se resumia ao facto de cinco conselheiros, em maioria confortável, decidirem acompanhar a posição da Comissão Disciplinar da Liga e não darem provimento aos recursos do Boavista e do presidente do FC Porto, enquanto dois outros conselheiros, o presidente e o seu vice, entenderem precisamente o contrário e procurarem fazer prevalecer a sua minoritária opinião.

Sabe-se, também, agora, que não querendo oficializar a sua própria derrota, o presidente do CJ abandonou intempestivamente a reunião, declarando-a terminada e, por essa razão, considera que tudo o que depois se passou e se votou é ilegal.

A ser assim — e nunca se sabe a que labirintos alguns técnicos de direito são capazes de recorrer — seria legítimo perguntar para que raio haveria de haver um conselho, se o presidente, sempre que estivesse em minoria, poderia, em qualquer momento, fazer terminar a reunião, impedindo que se tomassem toda e qualquer decisão contrária à sua posição? Era óbvio que bastaria um conselheiro, naturalmente, presidente de si próprio, e capaz, por isso, de fazer coincidir, sempre, a vontade do Conselho (ele) com a vontade do seu presidente (também ele).

Pobre futebol português, que chega a um ponto em que a vergonha consegue passar a fronteira para o lado do nojo.

Etiquetas:

posted by J G at 11:10 da manhã . | link | 9 Comentários

sábado, 5 de julho de 2008

Ficamos Por aqui?

Apito Final: Conselho de Justiça confirma despromoção do Boavista e mantém suspensão a Pinto da Costa

Etiquetas:

posted by J G at 9:55 da manhã . | link | 8 Comentários

MEDO!

"O meu objectivo é continuar no Benfica. Vou apresentar-me e mostrar ao novo treinador que tenho capacidades. Não vejo razões para sair. Esta não foi apenas uma má época para mim, foi para todas as pessoas, e toda a gente sabe que posso dar mais do que dei"
Luís Filipe

Etiquetas:

posted by J G at 9:50 da manhã . | link | 9 Comentários

Saudades...

posted by J G at 9:04 da manhã . | link | 0 Comentários

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Camisolas Novas - Serão Estas?


Etiquetas:

posted by J G at 5:20 da tarde . | link | 11 Comentários

Benfica na Desorientação Total

Depois da Assembleia Geral desta noite o meu desgosto, a minha tristeza, e o meu desânimo atingiram os níveis mais baixos desde os tempos do Vale e Azevedo.
Em 25 anos de sócio nunca senti tamanha depressão após sair de uma reunião máxima do meu clube.
Meus amigos, o Benfica está confuso. A desorientação é total. Todos são culpados, todos têm razão. Isto é, ninguém se entende.
É muito urgente tirar a pulsação actual à vitalidade do clube. Para se ter uma ideia matemática da situação eu direi que o contador de visitas individuais deste blogue regista uma média superior ao número de sócios que hoje estiveram na Luz.
Isto é grave. Não só porque mostra um grande desinteresse por aquela que é a maior massa associativa do país pelo seu clube, como se deixa o clube entregue a duas facções em rota de colisão, a Direcção, e adeptos enfurecidos.

Se o Benfica é isto que se viu nas últimas duas A.G's então estamos mesmo muito mal. Estamos logo mal do lado de cá. Do lado dos adeptos, dos sócios, dos contestatários que se habituam a largar a confusão num local sagrado que devia ser de discussão e fervor benfiquismo. Em vez disso temos insultos, e barulho desnecessários, e desajustados. Os benfiquistas entre os furiosos e a direcção também pouco fazem para dar uma 3a via ao impasse.
Depois a passividade da Direcção não ajuda.
Não se pode ter uma Direcção com ar enfadado a ouvir os seus associados fazerem críticas, a levantarem questões pertinentes, a apontarem o dedo a erros, e no fim nem uma resposta do Presidente.
Isto chegou a um ponto muito mau. A maneira como tudo terminou hoje deixa-me angustiado. Temo o pior para o futuro imediato do Benfica.
Os que se manifestam do contra vão subindo em número proporcionalmente à perda de razão que apresentam. Já não são objectivos, há desnorte, e perdeu-se o essencial. Adivinham-se tempos complicados mesmo em termos de apoio nas bancadas.

O Presidente já percebeu que não deve falar, não se deve levar pelo instinto e o seu silêncio é cada vez mais perturbador. Este Presidente não tem classe para o nosso clube, não tem o timming para enfrentar uma AG, não sabe como responder a tantas questões pertinentes. É fraco, tal como a sua Direcção.
Os sócios do Benfica não querem saber do clube, querem saber se o pongolle vem, se o Aimar já assinou... Não fazem ideia o que se passa de grave na vida do clube.
O benfica neste momento está à mercê da bola que bate no poste, ou da bola que entra.
Se a época arrancar bem as coisas acalmam e todos vão querer aparecer.
Mas e se as coisas correrem mal, como tem sido costume nos últimos largos anos?
Eu receio que estejam para chegar tempos muito maus. A Direcção está atada, os adeptos não se manifestam e são abafados por uma dúzia que não representam as intenções reais do resto.
Desculpem-me, mas estou muito desencantado.
Não me vou esquecer dos 5m de conversa que tive com Rui Costa. Falámos sobre Jorge Ribeiro e a expressão dele disse tudo.
O desencanto é geral.

Etiquetas:

posted by J G at 2:00 da manhã . | link | 24 Comentários

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Calendário da Liga Vitalis (2008/09)

1.ª jornada (24 Ago.)

Freamunde-União de Leiria
Beira-Mar-Santa Clara
Feirense-Gondomar
Oliveirense-Gil Vicente
Olhanense-Estoril
Desportivo das Aves-Covilhã
Paços de Ferreira-Vizela
Portimonense-Varzim

Etiquetas:

posted by J G at 5:17 da tarde . | link | 0 Comentários

Urretavizcaya contratado

Diz A Bola:
Avançado uruguaio de 18 anos é grande promessa mundial; era cobiçado por R. Madrid e Chelsea
O Benfica assegurou a contratação de Jonathan Urretavizcaya, atacante de 18 anos (completados em Março) do River Plate do Uruguai. Considerado uma das maiores promessas do futebol sul-americano, tem brilhado na equipa sénior do River — 9 golos em 15 jogos — originando a cobiça de clubes como Real Madrid, Chelsea, Newcastle e Sampdória. O jogador esteve recentemente em Lisboa e regressa no dia 10 para integrar os trabalhos da equipa principal do Benfica, sob as ordens de Quique Flores.

«Estou muito feliz pela oportunidade de jogar na Europa e logo num clube tão grande como o Benfica. Conheço quase todos os jogadores da equipa e antes de viajar vou falar com Maxi Pereira, pois temos amigos em comum», disse a A BOLA, Urretavizcaya, descrevendo-se: «Sou um avançado móvel, posso jogar no centro ou descair para as alas.»

Etiquetas:

posted by J G at 2:03 da tarde . | link | 1 Comentários

A Lei das Claques

É engraçado ver como as polémicas são rapidamente esquecidas por cá e só destacam o que não interessa.
Há uns meses faziam-se manchetes nos jornais, abria-se telejornais, para alarmar o país sobre esses animais que juntam nas "claques". A palavra está entres aspas porque eu não sei no fundo o que é uma claque.
O governo ameaçou, os clubes encolheram-se, e foram todos a correr cumprir uma lei sem nexo. Alguns resistiram.
No Benfica há adeptos que gostam de apoiar o seu clube em grupo. De pé, a cantar, se possível com bandeiras, tarjas, fumos, e o que deixarem mais para colorir a festa. A esses adeptos quiseram chamar de claques.
Um dos grupos recusou tudo o que quiseram obrigar a fazer. Entre outras coisas recusaram-se a legalizar por achar que legais já eles eram.
Se um adepto tem B.I., cartão de sócio do clube, quotas pagas, lugar cativo em dia, impostos pagos, vai legalizar-se em quê?
Ninguém soube responder a esta questão.
Por isso houve uma Assembleia Geral no SLB que ficou famosa por ter registado a presença de centenas de associados que são dos tais que gostam de apoiar. Fartos da perseguição interna, fartos dos abusos das forças policiais - a maior parte das vezes sem sentido, fartos de serem vigiados como criminosos, uniram-se, juntaram-se e mostraram a sua voz resistente aos responsáveis do clube. Não gostaram, mentiram, criticaram, e ameaçaram até sair.
Vem isto tudo a propósito do quê?
Vem a propósito de uma notícia que hoje é dada de forma muito discreta na imprensa e que informa que a famigerada Lei das Claques só foi cumprida por... nove grupos. Nove! O resto está tudo ilegal.
E sabem quem é que avançou com uma proposta de aproximar as vontades governamentais com a realidade?
Nem mais nem menos que o Presidente do Benfica.
Afinal os animais que tanto agitaram a Assembleia Geral não devem ser assim tão burros uma vez que Luís Filipe Vieira agarrou nas ideias que recebeu para as propor ao Governo , e já bem acolhidas pelo Conselho de Ética e Segurança no Desporto:
Alarga o âmbito de aplicação da legislação, que passa a abranger, em vez de «grupos organizados de adeptos», «grupos organizados de sócios».
Vale sempre a pena lutar contra o que não achamos justo.

Etiquetas:

posted by J G at 1:41 da tarde . | link | 2 Comentários

Hoje Há AG

Os associados do Benfica voltam a reunir-se, hoje, em Assembleia Geral, pelas 20 horas (primeira convocação), no pavilhão EDP da Luz, com ponto único na ordem de trabalhos: deliberar sobre o orçamento ordinário e o plano de investimento elaborados pela Direcção para o exercício da época desportiva de 2008/09.

Etiquetas:

posted by J G at 10:05 da manhã . | link | 0 Comentários

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Um Belo Texto de Santos Neves

QUE monumental confusão, começando por tremenda irritação, deve ir nalguns ilustres (nem ponta de ironia no adjectivo) intelectuais, ferrenhos nas suas lógicas antifutebol. São poucos, minoria entre os seus pares, mas fervorosos militantes. Devo frisar que alguns muito admiro em vastas áreas das suas análises; mas quanto à paixão pelo futebol ser espelho do atraso sócio-cultural do nosso país, logo, do seu fraco desenvolvimento global, francamente...

A Espanha deve estar no topo do atraso, vide memorável explosão de entusiasmo por ser campeã da Europa de futebol – e não é que, de repente, o futebol, por sinal só o futebol, conseguiu unir, de lés a lés, todas as culturas da Espanha tão diversificada (e divergente, amiúde até dividida) nas autonomias que a integram?

Mas o espanto-mor deve, nesta altura, chamar-se... Alemanha. Afinal, atrasadíssima, culturalmente de rastos. Derrotada na final do Europeu de futebol, recebeu a sua selecção quase como se fosse campeã: que raio de capital é Berlim, que põe 23 futebolistas a assinar o livro de honra da cidade?!; que raio de exemplo é este, o da Alemanha líder europeia: nas célebres Portas de Brandeburgo, gigantesco palco e mais de cem mil pessoas num impressionante espectáculo de vitoriar futebolistas?! Ainda por cima, aquela enorme tarja: 82 milhões + 23 jogadores = 1 Team. Como se explica que o povo alemão, ainda com mal curadas chagas das décadas da sua divisão por dois países, encontre no futebol o elo para, enfim, sem complexos, assumir sentimento... nacional?!

Etiquetas:

posted by J G at 4:24 da tarde . | link | 4 Comentários

terça-feira, 1 de julho de 2008

Carlos Martins, Desmente-me

«Toda a gente sabe que o Sporting foi o clube onde me formei. Acima de tudo, foi um ciclo que acabou. Agora vai começar outro. Espero ser feliz e conquistar títulos ao serviço do Benfica»
Também espero...

Mas como gosto de tomar posição desde início fica aqui registado que esta contratação me parece ser o primeiro grande disparate de Rui Costa.
Quero muito estar enganado.

Etiquetas:

posted by J G at 4:11 da tarde . | link | 19 Comentários