Encarnado e Branco

TVGolo.com - Novos Golos

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Confirma-se

Ora aqui está o cenário que eu tracei no passado dia 17 de Abril neste texto.
Bate certo.

Etiquetas:

posted by J G at 5:30 da tarde

11 Comentários:

Sim confirma-se... A especulação é claro!
Anonymous Anónimo, at 9:53 da manhã  
agora diz-se q foram vender o nosso melhor jogador, o Cardozo! começa a roçar o ridiculo!!

para onde vais Benfica?!?
Anonymous Anónimo, at 10:21 da manhã  
Acerca da viagem do Vieira...

Não vejo qualquer problema. Acho que me surpreende apenas a surpresa. Também considero de mau gosto a questão do Vieira ver ou não os jogos da equipa de futebol ao vivo. Ou de deixar o clube à deriva por estar em Londres dois dias. Parece-me que é alinhar nos argumentos fantásticos do Bruno Carvalho. Um candidato que nem sabe se o pode ser e que tem como grande trunfo Petit.

Concretamente, acho o timing adequado. Objectivamente já não subimos e dificilmente descemos. Mesmo que fiquemos em 4º, estamos na UEFA. E não me parece que equipa possa ficar afectada por o Presidente e o Director Desportivo não estarem em Lisboa. Nem propriamente o Quique. Ou alguém acha que o empresário dele não está também, e permanentemente, à procura de soluções para o Quique? Que relação é esta em que a entidade empregadora deve respeitar a época desportiva (mesmo quando só falta cumprir calendário) e o empresário do treinador pode estar a falar com todos os clubes do mundo?

Quanto ao Scolari, não sou o maior adepto, mas não me parece que seja pior do que Quique. Quanto ao Quique, acho que não há muito a discutir. Dois jogos ok, quando teve que mexer, foi o desastre.

O que me preocupa é precisamente a estabilidade. Acho que esta tem que passar por manter a estrutura do departamento de futebol, manter a aposta na formação (reajustando o Alves), em manter os gabinetes técnicos e médicos de apoio e, muito importante, manter 80/90% do plantel. Mudar o treinador, se o resto for apenas reajustado, parece-me que não colide com nenhuma aposta de estabilidade, pelo contrário.

Agora ver notícias a dizer que o Reyes pode sair, que vamos oferecer o Fábio Coentrão para recebermos o inferior Ruben Micael, que o Cardozo pode sair, etc., etc., acho isso muito preocupante. E acho que era sobre isso que o Rui Costa (ou quem pudesse falar por ele) deveria publicamente falar.

Se voltar a mudar tudo, acho que é desastroso. Se retocarmos o plantel e mudarmos apenas a cara do treinador, acho que estamos no bom caminho.

Abraço,
Alexandre Calado
Blogger Alexandre, at 12:44 da tarde  
Acho que um despediment de Quique e contratacao de Scolari mostraria um total desnorte. Mostraria que nao houve criterio na decisao sobre o treinador, pois sao demasiado diferentes um do outro para fazer algum sentido. A conversa do ano zero deixaria tambe de fazer sentido, pois numa planificacao bem pensada nao se pode justificar tamanho desvio.
Julgo que LFV e mesmo Rui Costa teriam dificuldade em continuar em tal cenario. Rui Costa precisa de tomar as redeas do departamento de futebol, vincando uma posicao de forca, e o mais rapidamente possivel. Ele e o unico que nao esta dependente de ninguem, ele tem a chave das proximas eleicoes na mao desde que se assuma como um lider no departamento de futebol.
Rui Costa deve ter bem presente que a historia esta cheia de grandes jogadores que falham como dirigentes ou tecnicos no seu clube do coracao, e rapidamente os benfiquistas lhe retirarao o credito que ele tem como dirigente.
Blogger Miguel S, at 6:30 da tarde  
Miguel,

Concordo com a tua análise, mas não vejo é o problema nisso. Isto é, nem vejo problema em reconhecer que o perfil do treinador foi errado e não vejo que isso implique qualquer sacrifício do ano zero.

Aliás, relativamente ao último ponto, acho que o Benfica tem que acabar com isso. Faz-me lembrar eu estar sempre a desistir de temporadas de CM, para da próxima vez começar a sério. Todos os anos contam! Não contam apenas quando tudo corre bem.

E é por isso que não me incomoda nada reconhecerem o erro na contratação do treinador. É dizer-se: tivemos que mexer em muita coisa - e é pena que não se reconheça devidamente o muito que se mexeu - e verificou-se que nem tudo correu bem. O que correu mal foi o treinador. Não se adequava ao que se pretendia. E falo do treinador porque, para mim, já passou o prazo de margem de dúvida. Há umas semanas dizia que ainda faltavam uns 6 jogos e que esperava para ver. Agora acabou.

Mudar para outro igual... bem, não foi isso que foi o Koeman? Ou o Heynckes? Eu acho que mudar para outro igual é mudar por mudar. Para isso fica o mesmo. Acho que deve-se mudar, sim, mas para outro diferente.

E a minha ideia é: houve aposta, investiu-se em jogadores, investiu-se em recursos de apoio, o treinador não foi capaz de potenciar todo o investimento. Queremos continuar a aposta nesse investimento, mas queremos procurar que potencie esse investimento.

Não sei se é o Scolari. Não sei se é quem mais gostava. Não sei mesmo. Agora parece-me evidente que não é o Quique que vai potenciar os recursos.

Porque, e volto ao argumento de algumas semanas atrás, retirem-me as arbitragens da discussão, e digam-me que outros bloqueios o Quique teve?

- São os jogadores?
- É os recursos para o treino?
- É o ambiente de balneário?
- Foi minado pela direcção? Quem? O que é que disse ou fez?
- Foi o Diamantino e o Chalana?
- Foi o Porto e o Sporting que fizeram épocas excelentes?
- Foram lesões?

Se a explicação desta época estiver nestes pontos, ainda digo que há margem para o Quique, mas parece-vos mesmo que está?
Blogger Alexandre, at 6:58 da tarde  
Discordo.
Acho que Quique cometeu arros, tal como os jogadores e Rui Costa.
Acho tambem que melhoramos em relacao ao ano passado, em que foi um caos total.
Acho tambem que o plantel tem falhas (algumas delas riscos conscientemente, e bem, tomados, como a juventude da defesa). Jogadores importantes nao renderam o que se esperava, por varios motivos: Suazo, Aimar, Katsouranis, Balboa, Di Maria.
Acho que a constante desresponsabilizacao dos atletas so faz mal ao Benfica. A epoca corre mal, o tecnico sai. Jogadores que nao tenham dado tudo e mais alguma coisa nao serao reavaliados pelo tecnico despedido. Passa-se uma esponja, la continuarao a ser os idolos de multidoes e a mensagem e a de que para o ano e que vai ser.
Acho que o caminho para o sucesso passa por identificar e corrigir erros enquantp se potencia as qualidades. Nao passa por mudar ate se encontrar alguem que nao erre. Isso nao existe e assim qualquer um e capaz de dirigir um clube. Metam nomes numa tombola e eu mesmo irei tirar um - certamente alguma vez calhara bem. Pelo menos uma vez em quinze anos... Quique deve aprender com os erros, Rui Costa deve aprender com os erros, Sidnei, Miguel Vitor, David Luiz, Urreta, Balboa, Di Maria, Yebda, etc, idem aspas.
Acho que a direccao, na pessoa do director desportivo pois nele cai a responsabilidade, nao tem protegido a equipa e os tecnicos adequadamente. Acho que o director de comunicacao, neste aspecto, prejudica mais do que o que ajuda.
Acho que tamanho volte-face depois das expectativas criadas seriam um enorme rombo na ideia de competencia do Presidente e do Director Desportivo.
Acho que saber ter paciencia e uma virtude que tem feito muita falta no Benfica.
Acho que se o plano e ver como corre a epoca e se nao se ganhar que venha outro, deve-se entregar essa gestao a um qualquer desempregado no terceiro anel, que certamente fara isso mais barato.
Acho que isto ainda nao e o Sporting, mas a confirmar-se noticias destas em vez de se imediatamente proteger a equipa e os tecnicos para la caminhamos a passo celere.

A ver vamos. Espero que sejam boatos, mas temo que nao. A verdade e que o clube, equipa, tecnicos, dirigentes e adeptos neste momento nao merecem mais que o terceiro lugar, e todos devem olhar para si proprios e ver o que devem alterar em si mesmos para inverter a situacao.

Nao me esqueci de alguns erros de arbitragem com influencia decisiva no progresso e confianca da equipa. Apenas acho que devemos melhorar independentemente disso, e que essa conversa tende a distrair-nos daquilo que devemos fazer.
Blogger Miguel S, at 7:31 da tarde  
Bem, penso que fiz qualquer asneira e a minha mensagem anterior não foi publicada.

Vou tentar responder novamente.

Primeiro que tudo, desta vez discordo da generalidade do que foi dito. Parece que todos são responsáveis, menos o Quique. Mesmo quando falas dele, juntas logo o Rui Costa e os jogadores.

Por partes.

Se estamos melhor? Não me parece. O ano passado acabámos a 20, desta vez estamos a 10 e o Porto tem menos 6 pontos. E ainda faltam 3 jogos. O ano passado disputámos o 2º até à última jornada, desta vez, enfim, a ilusão acabou a 3 jornadas do fim. O ano passado tivemos 3 treinadores e um plantel desequilibrado, que não se conhecia, com jogadores inexperientes na Europa. Desta vez tivemos um treinador e maior investimento de sempre. Isto é melhor?

Quique e o seu perfil. Parece-me uma falsa questão. Penso que é público e reconhecido que o Quique foi uma 3ª ou 4ª opção, a seguir a Queiroz, Eriksson e Lippi. Não me parece que nenhum tenha um perfil semelhante ao Quique. Se no tal ano zero foi definido um perfil preferencial, não era o do Quique. Lembro-me bem da dificuldade que foi em contratar um treinador.

Quanto ao Rui Costa, enfim, confio bem mais nele do que no Quique.

Quanto aos jogadores, não percebo os jogadores apontados como desilusões (então o Balboa tem graça, pelo pouco que jogou e pelo boicote que o Quique fez). E não percebo pela argumentação do responsabilizá-los. Como? Tirando o Aimar, os outros devem sair! Depois, para mim, mais do que épocas, é importante perceber a qualidade dos jogadores.

Se são bons e não jogaram bem é porquê? Achas mesmo que vão reflectir longamente durante o Verão e vir com melhor vontade?

E o Quique teve mas de 40 jogos para aprender com os erros. Quantas vezes o fez? Nestes 3 jogos? Mal ficou sem o Aimar, inventou e foi desastroso! E a equipa que levou a esta série engraçada foi por acaso. Repara que chamas desilusões a 3 jogadores nucleares para Quique e o 12º jogador (Di Maria).

Eu confio no trabalho feito. Acho que se tem que manter o grosso do plantel, sair 2 a 4, e apostar em outros 2 a 4 jogadores. E num treinador que seja capaz de potenciar melhor o plantel.
Blogger Alexandre, at 9:11 da tarde  
E aproveito para acrescentar uma ideia.

Acho que muitas vezes os adeptos do Benfica confiam pouco nos seus responsáveis. Muitas vezes com boas razões para isso, mas isso também tem sido o calcanhar de Aquiles.

Ficamos sempre na expectativa de que vem um treinador que vai resolver tudo. Que vai saber os jogadores que contratar, que vai montar o esquema táctico perfeito e que vai ganhar. E que, depois, por contágio, todo o futebol do Benfica vai mudar. E como desconfiamos muito do que vem de Portugal, olhamos para fora à procura da salvação. Eu também sou culpado dessa forma de pensar.

Mas, em alguns casos, foram os adeptos que erraram. Por exemplo, muito se critica o Damásio pelo Artur Jorge, mas os adeptos é que não gostavam do Toni e estavam ansiosos pelo Rei Artur. E quantas vezes foi criticado o Vieira por defender o Santos? Quando o despediu só se ouvia dizer que o erro foi de ter sido tão tarde. Onde é que esteve a estabilidade ai? Se quiserem mais casos, não é difícil ir buscar.

Acho que temos que pensar que nenhum treinador é completo e perfeito. Quer dizer, há uns 4 ou 5 que até chegam perto, mas esses não chegamos nós lá. Temos que aceitar que cada treinador possível tem coisas boas e outras más. E temos que procurar aquele que se adeque melhor aos adepyos, ao plantel, aos dirigentes. Há que procurar defender aquilo em que é mau e potenciar aquilo em que é bom.

Por isso digo: não tenho nenhuma certeza sobre o Scolari ou sobre o Jorge Jesus ou sobre outro qualquer. Vejo vantagens e desvantagens. O próprio Quique teve as suas vantagens, mas com o Quique vejo estagnação. Não acredito que melhore minimamente. E, digo-vos, ao contrário da malta do Sporting, eu não consigo ter nenhum prazer em ver o Benfica jogar. Tive em três ou quatro jogos. Mas, eu não quero ver mais 38 do nível que vi. É demasiado mau. Não percebo que prazer dá ver jogos do nível da Madeira e da generalidade do campeonato, UEFA e Taças. Mais preocupante do que o título ganho com um penalty inventado, é ganhar jogando tão tão mal.
Blogger Alexandre, at 9:30 da tarde  
Discordamos, pronto. Quanto a desilusoes, nao quero dizer que os ditos jogadores estiveram mal, apenas que renderam abaixo do que podem.
Por mim continuava Rui Costa, Quique e a base do plantel. A estrutura do futebol deve ser reforcada e blindada. Deve-se construir sobre o que foi melhorado. Se for necessario forcar a barra devido a guerras internas, que essa barra se parta do lado dos velhos do restelo ou tao falados "papagaios" que possam estar a dividir internamente um pelouro (futebol) que nao lhes diz respeito.
Ou se acredita na qualidade profissional e se encoraja ou nao vale a pena. Para mais do mesmo ja la tinhamos o LFV a frente do futebol.
Saudacoes!
Blogger Miguel S, at 10:44 da tarde  
Discordância saudável, diga-se.

Quanto aos jogadores, nesses termos concordo, mas ai incluo mais. Penso que a maioria dos jogadores sabe fazer bem mais.

E reconheço que não tenho certezas. O Quique pode continuar e correr bem. Não tenho essa sensação, mas não vou negá-la em absoluto. Não quero é mais uma época assim. O ano passado foi péssimo, mas logo de início isso percebeu-se. O plantel não tinha qualidade suficiente. Este ano havia tudo, até parecia haver treinador, mas foi muito mau. Depois do jogo com o Nápoles em casa, o futebol praticamente acabou. Um fogacho ou outro, mas foi muito pobre.

Abraço,
Alexandre
Blogger Alexandre, at 10:53 da tarde  
Declarações de hoje!

Quique: «Também falaremos de objectivos invisíveis»

«Falaremos também de outros objectivos, os chamados objectivos invisíveis, como a aposta da formação, pois temos jovens que já estão a jogar na equipa principal, ou o facto se sermos a equipa na Europa com menos lesões, depois de muitas lesões na época passada».

Duas perguntas:
- Quem é que ele lançou mesmo da formação? O Miguel Victor lançado pelo Camacho? Ou o Sidnei que custou 5 milhões? O Urreta ou o Bastos que mal jogaram?

- Segundo o estudo dele, quem é que ficou em 2º e 3º lugar no campeonato das lesões? Se foi feito um levantamento e estamos em primeiro, seria de toda a honestidade dizer os outros.

Léo: «posso dizer que está a ser uma personagem com um comportamento medíocre, a nível pessoal, mas não vou perder tempo com isso. Tenho muitos dados para falar sobre o Léo, ele é pouco inteligente em ter esta postura, mas prefiro que os adeptos e o Benfica guardem uma boa imagem do Léo, do Léo que jogou duas épocas e deu sempre o máximo»

Eu até compreendo, mas acho que elegante seria não responder. É que o Léo só o criticou a ele, elogiando todos os outros. E só disse que ele não percebia o futebol português, eu diria que ele não percebe o Benfica. Acho triste chamar mediocre a uma figura muito querida do universo benfiquista.

Enfim...
Blogger Alexandre, at 2:09 da tarde  

Comentar